Pages

15 de nov de 2009

O Fim do Mundo



Estreou no dia 13 de novembro, um dos filmes mais esperados do ano: 2012. Roland Emmerich, diretor do filme, já é especialista em filmes catástrofes: Independence Day, O Dia Depois de Amanhã e Godzilla. 2012 é repleto de cenas impressionantes, incríveis, com excelentes efeitos especiais e todas as cenas de destruição são cinematográficas; é um espetáculo visual impressionante. E como é comum nos filmes de Roland, há personagens com problemas familiares; personagens em situações engraçadas, cenas forçadas, além dos finais que dão uma esperança, e é claro, destruição em massa.

2012 começa no ano de lançamento do filme, em 2009, quando os cientistas já começam a descobrir sobre a lenda Maia: que o mundo vai acabar em 21 de dezembro de 2012. Aos poucos, o filme começa a avançar no tempo, mostrando o governo preparando uma forma para preservar a raça humana. E quando chega no ano de 2012, é quando começa mesmo o filme, com os personagens, seus problemas e mais adiante, a destruição. 

Praticamente, a primeira hora do filme, é a explicação do que vai acontecer, e também sobre a lenda Maia. Tem também todo um suspense (típico nos filmes filmes de Roland) que precede a destruição global. Depois, as quase 2h seguintes, são as cenas de destruição, uma mais empolgante que a outra, junto com os dramas familiares, diálogos engraçados entre os personagens, e as cenas forçadas. E claro, o governo sempre escondendo a verdade. A única salvação, são arcas que os chineses e americanos construíram, localizadas na China, para abrigar milhares de pessoas para garantir a sobrevivência da espécie. Mas claro que somente as pessoas que tem dinheiro conseguem ir para essas arcas, no valor de "apenas" 1 BILHÃO de dólares por pessoa. Jackson (Jonh Cusack) tenta fugir das catástrofes, junto com os seus dois filhos, Lilly e Noah, sua ex-esposa Kate (Amanda Peet) e o atual marido dela, Gordon; e eles enfrentam destruição em Los Angeles, uma intensa fumaça de um vulcão que surgiu no parque de Yellowstone, que ganha grandes proporções, e as ondas gigantes formadas pela intensa movimentação e elevação das placas tectônicas dos oceanos de todo o mundo. A cena em que Rio de Janeiro aparece no filme, é tão curta que nem precisava ter aparecido: é mostrado na TV pela CNN no Brasil (e eu achando que a foto do poster de lançamento no Brasil, fosse aparecer). Realmente o filme é um espetáculo de cenas impessionantes de destruição, mas somente a parte final ficou meio futurista, imaginária, mas claro, o filme se passa no futuro mas mesmo assim. 2012 custou U$266 milhões de dólares, e tem 2h30 de duração; é um filme para se ver no cinema. E agora fica a pergunta: será que em 2012 o mundo vai acabar? 2012 faturou mundialmente mais de U$$ 767 milhões de dólares. 



Formato: DVDRIP/ RMVB
Tamanho: 620 MB
DUBLADO



Formato: DVDRIP/ RMVB
Tamanho: 500 MB
LEGENDADO


ou

Formato: R5/ RMVB
Tamanho: 328 MB
LEGENDADO


ou

Formato: DVDRIP/ RMVB
Tamanho: 523 MB
LEGENDADO












 













Nenhum comentário:

Postar um comentário