Pages

9 de jun de 2010

Noitada de Steve e Tina



O que era para ser um simples jantar, acaba se tornando uma longa noite de perseguição e perigo, coisas que só em filme acontece. Os personagens de Steve Carell, da série The Office, e Tina Fey, da série 30 Rock, se metem em muita confusão na comédia Uma Noite Fora de Série (Date Night, 2010). 

Phill (Steve) e Claire (Tina) são casados, tem um filho, e chegaram a um ponto do casamento que pode acabar por causa da monotomia, de não ter mais surpresas e novas descobertas entre eles. Para isso não acontecer, eles decidem sair para um jantar, como se fosse um encontro, com o passatempo preferido deles, de tentar adivinhar a história dos casais nos restaurantes. Eles decidem ir para um restaurante chique e bastante procurado, com a esperança de conseguir um lugar. Chegando lá, o esperado aconteceu: não tem nenhuma vaga disponível; o jeito é esperar no bar. Uma garçonete começa a chamar por um casal chamado Triplehorn, e eles aproveitam e falam que eles são o tal casal. Tudo está ocorrendo bem e o jantar está dando certo (até "tiram" foto com o Wi.lliam, da banda Black Eyed Peas, numa cena muito boa por sinal), quando dois caras chegam a mesa e perguntam se eles são o tal casal Triplehorn. Achando que eles são donos do restaurante, ou algo assim, eles confirmam que são o casal e é a partir daí que começa a confusão: os dois caras não são do restaurante, e sim dois criminosos, que querem que eles entreguem o que eles, supostamente, roubaram de seu chefe: um pendrive contendo informações secretas. Mesmo o casal contando a verdade, eles não acreditam, e começa uma correria pela cidade mais movimentada do mundo, com direito a perseguições no Central Park, ruas escuras de NY, até perseguição de dois carros grudados de frente um no outro, tiroteios, prostituição e tiras corruptos.

O bom humor e a química dos personagens de Steve e Tina são impagáveis. É como se eles fossem realmente casados, além de eles estarem engraçadíssimos no meio de muita confusão. Além disso, eles estão muito soltos durante o filme, principalmente Tina Fey, que acaba dando mais realidade à situação. A boa química entre os atores é muito importante para o filme não ficar chato.  Mas também, o elenco coadjuvante ajuda bastante no filme, e trata-se de um super elenco: J.B. Smoove, como o engraçado e histérico motorista de táxi, em uma das cenas mais divertidas do filme; Mark Wahlberg, que ajuda o casal, e que está sempre sem camisa; James Franco e Mila Kunis, que interpretam o verdadeiro casal Triplehorn, que começam a brigar mas sempre se acertam; além de Ray Liotta, que é um criminoso. Entre todas essas confusões e altas perseguições, eles ainda tem tempo para analizar a relação entre eles. O filme não tem nada de excepcional, é apenas um ótimo divertimento, que vale a pena ver pela química e boa atuação de Steve e Tina, além de alguns coadjuvantes engraçadíssimos, e claro, pela grande confusão e altas cenas de perseguição em NY.













  




Nenhum comentário:

Postar um comentário