Pages

21 de jun de 2010

Todo mundo louco!



Mais uma vez Hollywood investe em remakes de grandes clássicos do cinema. De 2000 à 2009, inumeros remakes estrearam nos cinemas, e nem todos foram bons. Ainda está por vir vários remakes. A Epidemia (The Crazies, 2010) é uma refilmagem do filme de mesmo nome, em inglês, de 1973 e dirigido por George Romero: o clássico A Noite dos Mortos Vivos, de 1969, é dele. Não vi a versão de 1973, mas pelo que eu li, parece que não muda muita coisa.

Numa pequena cidade do interior dos EUA, a população começa a agir estranho: começam a ficar com raiva e se tornando agressivos. O xerife da cidade David (Timothy Olyphant) e seu parceiro investigam esse e outros fatos que ocorreram na cidade e descobrem que um avião caiu em um rio perto da cidade, e dentro, havia um tipo de vírus desconhecido. O governo manda um exército para examinar toda a população e extreminá-la, impedindo a expansão desse vírus. David e sua mulher, Judy (Radha Mitchel), o outro policial Russel (Joe Anderson) tem que escapar da cidade antes que sejam capturados e exterminados, além claro, de fugir de seus amigos e vizinhos, que agora são loucos e só tem um objetivo: matar.

Timothy Olyphant fez o assassino em Pânico 2 (1999), e mais recentemente fez o hacker vilão em Duro de Matar 4.0 (2008); Radha Mitchel fez Terror em Silent Hill (2006). Nesse filme, as pessoas não são necessariamente zumbis, apesar de terem o rosto e o corpo todo parecido com zumbis. Mas a diferença é que no filme, eles não querem "comer" os outros, e sim só matar. E ainda, algumas vezes, eles falam como se fossem pessoas normais.  A explicação de tudo vem  mais para o final, e dai percebe-se que não são zumbis, e isso se torna um pouco mais assustador. "A Epidemia" não é um filme com cenas sanguinárias e tudo o que os filmes de zumbis tem. Algumas cenas são tensas e fortes, porque o exército faz coisas terríveis com as pessoas. Aliás, os personagens não tem que só escapar das pessoas loucas da cidade, e sim também do próprio exército, que eles deviam ajudar as pessoas. Nem no próprio exército se pode confiar; e claro que tem gente que está infectada, mas tem pessoas que não estão e não há necessidade de fazer o que o exército faz. O desenrolar da história é super interessante e logo prende o espectador, e durante o filme inteiro, levando a um final legal e apocalíptico. Se bem que o modo como o filme termina, pode ser que tenha alguma continuação, além de ser meio estranho, e os personagens têm muito azar. A Epidemia é um ótimo filme de terror e suspense, com um ótimo desenrolar da história e tem pontos importantes e interessantes que o filme toca. Não sei como é a versão antiga porque não vi, mas dessa nova eu gostei bastante. Inicialmente o filme se chamaria O Exército do Extermínio, assim como sua versão original; mas foi alterado para A Epidemia. O filme não estreou ainda nos cinemas do Brasil, mas já ta disponível para download e em ótima imagem e som. O filme estréia dia 30 de julho nos cinemas.



TRAILER:















Um comentário: