Pages

15 de ago de 2010

Ponyo


Entre tantas animações em 3D; desenhos repleto de efeitos especiais, imagens incríveis, perto da perfeição da animação; no meio de tantos blockbusters, como A Era do Gelo, Shrek, Toy Story, Meu Malvado Favorito; bem de mansinho e totalmente na dele, eis que surge  o  desenho mais lindo do ano, e um dos últimos tempos. Estou falando da animação japonesa Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar (Gake no ue no Ponyo, 2008); sim, é isso mesmo que você leu: 2008. O filme foi lançado à dois anos atrás, e somente agora chega nos cinemas brasileiros. E o filme faturou quase U$$ 200 milhões de bilheteria mundialmente. 

O desenho conta a história de uma peixinha, um pouco rebelde, que um dia resolve passear escondida, pelo oceano para explora-lo. Ela acaba chegando na superfície e é capturada por uma rede de pesca, e acaba presa dentro de um pote de vidro. Um garotinho que mora ali perto, Sosuke, a encontra caída na água e a salva, quebrando o vidro e colocando-a dentro de um balde. Ao acordar, a peixinha fica olhando para o garoto, vê o dedo do garoto sangrando e lambe, curando na hora. Preocupado, Sosuke decidi cuidar e protege-la, e dá o nome de Ponyo. Um  grande sentimento de amizade surge entre eles. Porém, o pai de Ponyo, um feiticeiro ex-humano, que odeia os humanos por serem cruéis, começa a procurar a peixinha, encontra ela, trazendo-a de volta. Sosuke fica triste, mas tem esperanças que ela possa retornar. E isso acontece: Ponyo volta, mas descobre que a mistura do seu sangue com o do garoto, a fez tornar humana. Ao fugir, ela libera uma poção que faz com que suas irmãs se tornem ondas enormes, ameaçando toda a região. Ponyo, na forma humana, reencontra Sosuke, e ambos farão de tudo para não se separarem.




Hayao Miyazak, diretor de Ponyo, também  dirigiu o  maravilhoso A Viagem de Chiriro, que venceu o Oscar de melhor animação, em 2003. Ele é considerado um mestre a animação mundo afora, conhecido até nos EUA, somente aqui no Brasil que o diretor não tem tanta fama.  E depois falam mal dos Estados Unidos, mas a gente é capaz de ser até pior. Ponyo é sensível, fofo, simples, carismático, muito melhor do que outros desenhos que fazem o maior sucesso; é um desenho simples, que não usa os enormes efeitos especiais, comuns nas animações de hoje.  O filme toca em temas importantes como família, amizade, compaixão, afeto, cuidado com a natureza e como o ser humano é, tudo mantendo a cultura japonesa. Todos os personagens são carismáticos, principalmente Ponyo (extremamente carismática e engraçada, sempre ajudando os outros) e Sosuke, e incluindo até umas senhoras de idade chatas que moram em um asilo, a mãe de Sosuke, e o pai de Ponyo.  Entre tantos blockbusters da animação, Ponyo - Uma Amizade Que Veio do Mar, chega bem escondido, e é muito melhor do que qualquer outro desenho, sendo simples, honesto, carismático, sensível, impossível não se emocionar e ficar radiante com os belos cenários e as interessantes cenas do filme, além dos personagens, claro. Ponyo não tem toda a imaginação, cenários inimagináveis, e personagens incríveis, como em A Viagem de Chiriro, mas tem mais sensibilidade e muito mais carisma. Além de A Viagem de Chiriro e Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar, a animação O Castelo Animado, também é do diretor japonês Hayao Miyazak. E me deu vontade de assistir novamente A Viagem de Chiriro, e conhecer O Castelo Animado. Ao invés de assistir as grandes animações, vá assistir PONYO, que com certeza, é muito melhor. 

























Um comentário:

  1. wow...adoramos o seu blog :)
    Desculpe a intrusão mas gostámos mesmo muito

    se quiser passe pelo nosso também e aproveite para participar no nosso passatempo.

    Continue o óptimo trabalho!

    ResponderExcluir