Pages

5 de dez de 2010

Preso no caixão


O filme começa com os créditos iniciais em ritmo de uma musica muito parecido com Psicose, de Alfred Hitchcock, junto com a abertura animada também muito semelhante ao mesmo longa. Acabando a abertura inicial, tudo fica escuro e quieto, e aos poucos, ouvimos barulhos no meio da escuridão. Paul Conroy (Ryan Reynolds) acorda, se mexe e remexe, descobre que está amarrado, encontra um isqueiro, acende e o pior acontece: ele percebe que  está preso dentro de um caixão. Com apenas um celular, uma faca, uma garrafa com alguma bebida alcoólica, lanternas e uma caneta, Paul tem que tentar sobreviver por no máximo 2h. Será que ele consegue escapar? Essa é a história de Enterrado Vivo (Burried, 2010), dirigido pelo espanhol semi-conhecido Rodrigo Cortéz. O filme todo, mas o filme todo mesmo, acontece dentro do caixão; nenhuma cena acontece fora. A única iluminação do filme são as lanternas, o isqueiro e o celular. O que se pode esperar de um filme que se passa em apenas uma única locação, e muito pequena? 

Paul acorda dentro de um caixão. Ele estava trabalhando no Iraque como motorista que leva suplemento para os soldados. O seu comboio foi atacado, e outras pessoas do grupo também foram  seqüestradas. Paul recebe uma ligação de um terrorista iraquiano, e diz a ele que tem menos de 2h para ele conseguir 9 milhões de dólares, ou o caixão será o túmulo dele. 


Enterrado Vivo se passa dentro de um caixão, desde o início até o final. A única cena exterior que vemos, é um vídeo de uma refém, e só. Para quem tem claustrofobia de lugares pequenos e com pouca luz, o filme pode incomodar bastante. O fato de o filme se passar em uma única locação, é uma idéia inovadora e brilhante. Mas é complicado manter o rítimo de um filme assim, e Enterrado Vivo não consegue muito. O filme cansa logo depois do início até a metade, mas depois, mais perto do clímax, o filme dá uma guinada de novo. Mas para quem tem problemas com espaços pequenos, o filme todo é agonizante. Ryan Reynolds é o único ator que aparece no longa, com excessão do vídeo no celular; os outros personagens só "aparecem" pela voz no celular. Então, cabe a ele fazer com que o filme seja bom, e ele consegue passar toda a aflição e desespero de estar preso dentro de um caixão. Mas como  não tem muito o que fazer lá dentro, fica quase sempre na mesmice, e se torna um pouco tedioso. Algumas conversas pelo telefone chegam a ser engraçadas e idiotas, nas quais deveriam ser apavorantes, e todo aquele drama de ligar para os parentes e dar o último adeus, aparece. 


Mas o filme tem outras coisas mais interessantes e geniais. O personagem de Ryan é mandado pelo EUA para o Iraque, com a missão de levar suplemento para os soldados, mas são atacados e seqüestrados, certo? Enterrado Vivo faz uma crítica ao governo americano, que eles não estão preocupados com os soldados que foram sequestrados no Iraque, e que não negociam com terroristas, culpando o governo pelas mortes desnecessárias na guerra. Por mais que seja clichê culpar o governo de algo, dessa vez vale a pena criticar, e é verdade: já pensou quantas pessoas morreram no Iraque? Isso é muito bem mostrado no filme, quando ele contata as autoridades dos EUA, e ficam passando a ligação; além de que eles ficam dizendo sempre a mesma coisa: "aguenta mais um pouco que nós vamos te achar"; e não acham #$%#$ nenhuma e só ficam enrolando o coitado. Talvez não seja exatamente assim que realmente acontece, mas dá para ter uma idéia. A trilha sonora também é um elemento que ajuda muito a dar tensão e desespero.

Então, o que se pode esperar de um filme que se passa todo em um único cenário, dentro de um caixão? Um filme tenso, claustrofóbico, cansativo, difícil de manter o rítimo, mas brilhante e interessante, que não dá nenhuma chance para o protagonista, mas acima de tudo, um filme inovador, com certeza. Apesar do sucesso da crítica internacional, o longa não fez sucesso nos EUA. Enterrado Vivo tem lançamento marcado para dia 10 de dezembro no Brasil. 



TRAILER







Um comentário:

  1. Nossa este filme é uma verdadeira lição para as pessoas que não gostam e nem dão valor a vida !!!!
    Se vc fosse colocado em um caixão que vc faria??
    André...
    Um forte abraço..

    ResponderExcluir