Pages

24 de mar de 2011

Especial Vulcões em fúria

Catástrofes naturais: esses incidentes já acontecem há anos, mas agora com mais intensidade. Aproveitando essa revolta da natureza, Hollywood não foi boba, e aproveitou o tema e começou a usa-lo nos filmes; e deu bem certo.  Existem vários filmes e vários tipos de assuntos: tornados, vulcões, terremotos, tsunamis, asteróides e cometas. Assunto é o que não falta, e esse tema sempre atrai multidões curiosas no cinema para assistir uma cidade, ou mundo, acabando. Aproveitando esse tema que, particularmente adoro, resolvi fazer um especial sobre filmes com esse assunto, que são vários. As categorias que eu vou postar, são aquelas que eu disse anteriormente: tornados, vulcões, terremotos, tsunamis, asteróides e cometas, e dividirei em dois ou três posts. Esse primeiro post será com filmes sobre vulcões. 

Detalhe: filmes de invasão alienígena, como Independence Day, e outros filmes como Poseidon (1969) e a refilmagem de (2006), Aeroporto (1970), A Torre do Inferno (1974), entre outros parecidos, também são considerados filmes catástrofes; mas esses filmes fogem do assunto que quero propor nos posts.

Definição de filmes catástrofes: é a combinação de um enredo e história apocalíptica, apelo melodramático (os famosos dramas familiares), e muita ação com excelentes efeitos especiais para causar tensão no espectador. A maioria das vezes, o roteiro é pobre, e sempre acompanhado de clichês, mas que são importantes e necessários para o tema. 

PARTE 1: Filmes sobre vulcões.

- Volcano: A Fúria (Volcano, 1997)
- O Inferno de Dante (Dante's Peak, 1997)

(Se souberem de outros filmes sobre vulcões, deixem comentários.)

Todos os filmes de vulcões começam com pequenos tremores, ou até terremotos, para depois, começar a investigação sobre o que aconteceu. Não demora muito para que novos incidentes ocorram, alertando ainda mais os personagens principais, para que logo depois, o vulcão entre em erupção. Essa fórmula é uma regra para esses filmes, e para outros, tirando a parte do vulcão. Dois filmes lançados em 1997, dois dos poucos filmes sobre vulcão que o cinema produziu, apresentam essa fórmula: O Inferno de Dante e Volcano - A Fúria. Ambos os filmes tem grandes diferenças, apesar de o enredo ser basicamente o mesmo. Vamos saber um pouco sobre esses dois grandes filmes que marcaram os anos 90.


VOLCANO - A FÚRIA (VOLCANO, 1997)
Direção: Mick Jackson
Elenco: Tommy Lee Jones, Anne Reche, Don Cheadle. 


É manha em Los Angeles, e a população está indo para suas rotinas diárias quando um terremoto de grande escala acontece na cidade, causando preocupação. Vários incidentes acontecem ao longo do dia, e o oficial Mike Roark (Tommy Lee Jones) tenta resolver toda a situação. Ao investigar, ele percebe que o problema é mais complicado do que achava, e ele pede para chamar uma geóloga, Amy Barnes (Anne Reche). Ela começa a suspeitar que um vulcão está se formando em baixo do centro de L.A. Horas depois, suas suspeitas se confirmam, e um vulcão nasce do chão, soltando lava por toda a região. Junto com bombeiros, policiais e pessoas comuns, eles têm que impedir que a lava se espalhe por toda a cidade, destruindo tudo que tocar. 


Volcano A Fúria se passa dentro de uma cidade grande, no caso Los Angeles, situação bem diferente da passada em O Inferno de Dante. Volcano começa com um ótimo suspense e investigação que de cara prendem a sua atenção no filme, para aos poucos outros incidentes acontecer e finalizando com a erupção do vulcão. Grande parte do filme se passa depois que o vulcão surge, dando muito mais ação e emoção. Aliás, emoção o filme tem de sobra: não faltam atos heróicos, cenas dramáticas e impossíveis, brigas entre as autoridades, e até animais escapando dos perigos. Tudo isso é o "drama" dos filmes catástrofes que eu disse no início do post; e apesar de extremamente clichê, todo mundo adora. O filme ainda mostra a solidariedade, junto com as brigas, das pessoas em um momento de desespero. 



Os efeitos especiais são muito bons e as cenas com a lava são bem impressionantes. Volcano - A Fúria empolga bastante, mas é aquele típico filme com momentos heróicos, além de ter uma pessoa, ou mais, que é o herói do filme, que salva tudo e todos. Isso é claramente visto também no filme Armageddon. Também tem aquele personagem chato que o mocinho sempre diz que ele está errado, e depois, quando acontece a catástrofe, ele pede desculpas. Tudo, apesar de clichê e extremamente necessário, fazem o filme ser bom e divertido. Uma ótima sessão de sábado ou domingo de tarde









O INFERNO DE DANTE (DANT'ES PEAK, 1997)
Direção: Roger Donaldson
Elenco: Pierce Brosnan, Linda Halminton, Charles Hallahan, Elizabeth Hoffman, Jamie Renné Smith, Jeremy Foley.



Harry Dalton (Pierce Bronsan) e sua equipe vão até a bela cidade de Dante's Peak, que fica do lado de um vulcão. Eles descobriram uma grande atividade sismológica no topo da montanha. Lá, eles conhecem a prefeita Rachel Wando (Linda Hamilton), que os ajuda sobre as informações da cidade. A equipe de Harry investiga todo o lugar, e descobrem mais indícios que o vulcão está acordando. Não demora muito para que o vulcão de Dante's Peak entra em erupção, ameaçando toda a população da cidade. Junto com a família da prefeita, eles tem que escapar da cidade antes que o vulcão destrua tudo que tiver pela frente.


O Inferno de Dante se passa numa pequena cidade do interior dos EUA, onde fica encostada em um vulcão. O filme mostra muito o que uma cidade pequena passa quando uma catástrofe natural acontece, no caso, um vulcão. O mistério dura muito mais tempo do que em Volcano, e apesar de a história ser quase a mesma, o enredo é  totalmente diferente, pois muda, de um vulcão em uma cidade grande para um em uma cidade pequena. Os efeitos especiais são tão bons quanto no outro filme, e mostra com muito mais realidade esses trágicos acontecimentos, principalmente a parte final, quando mostra a cidade devastada; é incrível e  bem impactante, mostrando exatamente como a gente vê tragédias na TV.


O filme não tem tantos clichês quanto Volcano; não tem todo aquele drama e momentos heróicos do outro filme, e isso torna O Inferno de Dante mais sério e real. O drama familiar é mais discreto, assim como aquele momento típico onde o mocinho tem razão, e o outro não. Ainda tem uma excelente fotografia, mostrando lugares lindos ao redor do vulcão, na floresta, e inclusive a beleza da cidade ao redor do vulcão, que tem um charme muito maior. O Inferno de Dante é um filme bem mais discreto, real, sério, sem muitos exageros e mostrando com muita realidade os efeitos de um vulcão agindo em uma pequena cidade. Diferente de Volcano A Fúria, que é mais dramático, um típico filme de Hollywood. 


Ambos os filmes são bons e são totalmente diferentes um do outro. Mas eu prefiro O Inferno de Dante, porque mostra com muito mais realidade o que acontece nessas situações. E olha que o filme tem quase 15 anos: foi lançado em 1997.


Detalhe: Charles Hallahan (Paul, o cara gordinho), e a Elizabeth Hoffman (a vovó Ruth) faleceram um ano após as filmagens de O Inferno de Dante. 


PS: Infelizmente não tinha muitas opções de download do filme; nem em Torrent. O filme abaixo é dublado e está dividido em 2 partes, como arquivos RAR. Utilize o programa WINRAR, selecionando as duas partes. Vou procurar mais e atualizar o post com outro link.












4 comentários:

  1. Tem um filme que relata a explosão do Monte Santa Helena em 1980 nos EUA, mas não sei o nome.

    Tem também o filme Krakatoa, O Inferno de Java (muito bom)

    ResponderExcluir
  2. Elizabeth Teixeira Perondi28 de outubro de 2015 08:06

    Vulcão , o apocalipse ... Ocorre nas ruínas de Pompéia ...

    ResponderExcluir
  3. Elizabeth Teixeira Perondi28 de outubro de 2015 08:12

    Fuga do vulcão... Ocorre nas montanhas rochosas... Super vulcão ...

    ResponderExcluir