Pages

29 de jul de 2011

Louca Obsessão


Estrelado por Hilary Swank e Jeffrey Dean Morgan, e dirigido pelo iniciante no cinema Antti Joniken, que dirigiu clipes de Shania Twain, Thalia e Celine Dion, A Inquilina (The Resident, 2011) é um suspense mediano, misturando voyeurismo, obsessão e assassinatos, que acaba se tornando mais um filme do mesmo tipo. O filme se passa num prédio antigo no famoso bairro do Brooklyn, em Nova York.

Juliet (Hilary Swank) é uma enfermeira que foi traída pelo namorado e decide se mudar para tocar sua vida adiante. "Ela descobre" um enorme apartamento no Brooklyn por um preço super baixo. Lá, ela conhece o sindico Max (Jeffrey Dean Morgan), com quem faz amizade, surgindo até um romance entre os dois, fazendo com que Max tenha uma estranha obsessão por ela. Nao demora muito para Juliet achar que tem algo errado acontecendo, e descobre que pode está sendo observada por alguém, e acaba descobrindo coisas bem assustadoras que ela nem imaginava.


A proposta de A Inquilina é muito interessante, assim como jeito que a história se desenvolve, mas o roteiro acaba como um filme de um psicopata que mata aqueles que o atrapalharem; ou seja, nada criativo. O filme mistura voyeurismo com obsessão, junto com um suspense muito bom e cenas bem tensas, nos passando a sensação de que nem em casa estamos seguros, principalmente quando estamos dormindo. Uma outra surpresa foi sobre quem é a pessoa que está observando Juliet: essa revelação geralmente acontece mais para o desfecho, mas em A Inquilina, isso acontece antes de chegar na metade do filme. Proposta bem interessante, pois a história se desenvolve mais, com cenas tensas, que é o que acontece depois. Dois personagens são suspeitos de estar vigiando a personagem de Hilary Swank: Max, o dono do prédio, e o seu avô August (Christopher Lee), que embora seja idoso, ele se torna bastante suspeito. A atuação que merece destaque é a de Jeffrey, que interpreta o dono do prédio. Ele conseguiu mostrar muito bem a obsessão e a loucura de seu personagem por Juliet. 


A Inquilina  é um filme bem interessante e diferente do que se tem visto ultimamente nos cinemas. Mas o enredo nos leva a um desfecho típico em filmes assim: o cara obcecado começa a matar todos os que descobriram seu segredo, e a luta final entre o vilão e a mocinha, junto com as perseguições por corredores escuros para dar uns sustos e emoção para o espectador. Isso não é totalmente ruim, mas já é muito batido em filmes do gênero, e poderia se esperar algo diferente, no estilo de Invasão de Privacidade, filme de suspense-noir erótico com Sharon Stone. Vale destacar também a fotografia em algumas cenas externas, principalmente quando aparece a ponte do Brooklyn; cenário lindo e com cores perfeitas, deixando um ar requintado ao filme. A Inquilina se torna um daqueles filmes no estilo terror teen, mas com uma história mais adulta, com poucas surpresas e um desfecho previsível e, de novo, sem surpresas. O filme tem algumas cenas chocantes e bem tensas, principalmente quando o obcecado por Juliet fica a espionando, e chega perto dela na cama, faz carinho, beija e tudo mais, enquanto ela está dormindo; ou então algumas coisas que o mesmo faz no apartamento da personagem sem ela estar. No fim, A Inquilina é um filme para apenas entretenimento, não adicionando nada de bom na sua vida além de nos alertar que nao estamos seguros nem dentro de nossas próprias casas. Será?


Formato: DVDRIP/ AVI
Tamanho: 698 MB
SEM LEGENDA


As legendas estavam indisponíveis, e as que tinha nao estavam em sincronia com o filme. Baixe o programa BS Player no Baixaki que  o programa procura a legenda e baixa na hora. Assim que estiver disponível, atualizarei com a legenda












Nenhum comentário:

Postar um comentário