Pages

9 de ago de 2011

Smurfando em Nova York


Nos anos 80 e 90, numa época maravilhosa para os desenhos animados, surgiram os lindos e fofos Smurfs, que viviam numa floresta escondida. Eles moravam em cogumelos, fugiam das maldades do "temido" Gargamel e seu gato Cruel, e cada smurf recebia o nome de  acordo com sua principal  qualidade ou função. O desenho foi esquecido a partir da entrada do novo século, e ficou na memória dos fans, que hoje, estão na faixa dos 20 e 30 anos. Mas nem tudo estava perdido, e em agosto de 2011, a Columbia Pictures trouxe para o  cinema, em ótima qualidade, um novo filme-episódio dos fofinhos smurfs. Os Smurfs - O Filme (The Smurfs) traz de volta toda a magia e fofura dos simpáticos smurfs, para fazer os fans relembrar os bons tempos com eles, e introduzir para a nova geração e buscar novos fans. O filme do diretor Raja Gosnel e estrelado por Neil Patrick Harris, Hank Azaria (Gargamel), Jayma Mays, Sofía Vergara, Tim Gunn mistura personagens reais com personagens computadorizados, tem vozes originais de Alan Cumming, a cantora Katy Perry, Jonathan Winters, Fred Armisen, George Lopez, e Anton Yelchin.

A história começa no mundo dos smurfs, onde eles estão felizes e se preparando para o festival da Lua Azul. Gargamel (Hank Azaria) consegue descobrir a entrada para a terra dos smurfs, e todos fogem desesperados, fazendo com que seis smurfs acabam entrando num portal que os leva para o nosso mundo, mais especificamente na bela cidade de Nova York. Papai Smurf, Desastrado, Smurfette, Genio, Ranzinza e Corajoso acabam encontrando o casal Patrick (Neil Patrick Harris) e Grace (Jayma Mays), que estão esperando seu primeiro filho, acabam fazendo amizade e se refugiam com eles. Mas o malvado Gargamel também chega na cidade de Nova York, com a missão de capturar os Smurfs para fazer poções mágicas. Com a ajuda do casal, os pequenos smurfs tem que encontrar uma forma de poderem voltar para sua querida terra, antes que o Gargamel os pegue. 


Os Smurfs começa com a narração do smurf contador de histórias, que não deixa de ser uma introdução ao mundo dos smurfs para os que não conhecem. Essa é a única parte que lembra o desenho dos anos 80 e 90, pois mostra um pouco da vila dos smurfs e o que eles fazem. O filme dos smurfs é como se fosse um novo episódio para a série, já que nunca os smurfs entraram no mundo real. Mas isso não torna o filme ruim, e sim bem interessante, apesar de ter algumas cenas exageradas. O que chama a atenção sao os queridos e fofos smurfs, que conjugam smurf com todas as palavras existentes: smurfou, smurf do céu, smurf exatamente, entre outros, sem perder a graça e o  humor dos desenhos. Os smurfs estão bem mais reais, além de serem mais fofos e queridos que antes, cativando o público, principalmente com o Desastrado, Gênio e a Smurfette. Apesar da história ser bem diferente do desenho, o filme consegue muito bem transportar os azuizinhos para o nosso mundo, criando algumas cenas divertidas, como por exemplo, eles andando em cima do famoso táxi amarelo. Mas também cria cenas dispensáveis e que eram para ter graça, mas não tem, como por exemplo, a cena que eles jogam Guitar Hero, dando uma de Alvin e os Esquilos, ou a perseguição das crianças na loja de brinquedos. 


Além dos smurfs, quem mais se destaca é o  malvado Gargamel, que está perfeito, super engraçado e exatamente como o personagem no desenho animado; e a escolha de Hank Azaria para o papel foi perfeito e caiu super bem. Destaque também para o gato do personagem, Cruel, que com a ajuda dos efeitos especiais, ficou excelente e muito engraçado. A equipe usou muito bem os efeitos e conseguiu criar com perfeição as expressões que o gato faz, já que ao entrar no mundo real, ele não consegue mais falar. O filmes dos azuizinhos ainda nos da uma lição de moral, sobre família, filhos e sobre o tempo que as pessoas se dedicam ao trabalho e deixam de lado a família e os compromissos; e é claro, são os smurfs que ensinam a gente. O filme foi lançado em 2D e em 3D, que foi razoavelmente aproveitado, com destaque para a cena que os smurfs pulam da sacada e começam a cair até o táxi amarelo. 


Os Smurfs - O Filme consegue fazer os smurfans, que já estão grandes, relembrar dos bons tempos que a gente ficava na frente da TV, de manha, assistindo as aventuras dos pequenos azuizinhos, além de conseguir cativar e conquistar novos fans, a geração que fica encantada com os desenhos em computação gráfica que lançam. Apesar dessa passagem dos smurfs na cidade de Nova York ser estranha, e talvez, não vá agradar os smurfans antigos, o filme consegue ser ótimo e divertido, e com certeza, fará as crianças, e até os adultos, se divertir e cantar a famosa música que os smurfs cantam: Lá lá lá lá lá la lá. Os Smurfs - O Filme conseguiu uma ótima bilheteria, garantindo uma sequencia, sem data de previsao: o filme faturou mais de U$ 35 milhões no fim de semana nos EUA, arrecadando até agora cerca de U$ 128 milhões mundialmente. 




















5 comentários:

  1. Crítica muito bem elaborada e completa. Já estava querendo, agora não perco os smurfs por nada.

    DoLipo

    http://dolipo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A crítica está excelente. Voltei no tempo... Coisa boa. Embora não lembre de muita coisa. Era um baby quando vi os Smurfs. Muito bom saber que os grandes clássicos dos anos 80 e 90 estão voltando com força total.

    Quero ver um post seu falando sobre a volta dos Thundercats :)

    ResponderExcluir
  3. Por favor, quem canta em português? A crítica está muito boa. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. meu nome e Guilherme e Eu Tenho o DVD Dos Smarfs eu Gosto Muito Dos Smarfs e Eu Gosto Do Genio Porque Ele e Opediente e Sabe De Tudo

    ResponderExcluir
  5. Guilherme Matos Andrade4 de janeiro de 2012 14:56

    Oi Eu Gosto Muito Dos Smarfs eu Tenho o DVD Delhes e Eu Gosto Muito Do Smarf Genio Porque Ele e Opediente e Sabe De Tudo

    ResponderExcluir